TOP 5 | Mangás Yuri que merecem uma adaptação para anime

Encontrar um anime yuri que seja realmente bom tem se tornado uma missão praticamente impossível pra mim – com exceção de um ou outro clássico, as obras que de fato conseguiram uma adaptação para as telinhas se mostraram decepcionantes. Em anos recentes, por exemplo, tivemos séries incrivelmente sexualizadas cujo público alvo era o masculino (Kämpfer, Valkyrie Drive), outras que se baseavam em um tipo diferente de fanservice (Sakura Trick), além da desgraça chamada Netsuzou Trap (que inclusive falei um pouco sobre aqui) e Citrus, que será lançado na próxima temporada, cujo mangá eu já perdi completamente o interesse há alguns anos.

Em face deste cenário deprimente, decidi fazer uma lista com alguns mangás que, na minha opinião, dariam bons animes e que de fato merecem uma adaptação. Os critérios utilizados foram: 1) ser publicado em alguma revista (doujins, mesmo que originais, obviamente não estão inclusos); 2) ainda estar em lançamento ou ter sido concluído recentemente (se eu fosse falar no geral a lista não acabaria mais); 3) mais importância aos que já estão licenciados em mercados grandes, como o americano ou o europeu.

5) Collectors


Autora: Nishi Uko
Ano de publicação: 2009–2016
Editora: Hakusensha
Serialização: Rakuen Le Paradis
Capítulos: 44 (completo)
Gêneros: Comédia, Slice of Life, Romance

Sinopse: A história gira em torno de duas mulheres que estão em um relacionamento sério e não concordam com os hábitos de gastar dinheiro uma da outra.

Comentário: Eu amo Collectors do fundo do meu coração. Além de ser um yuri protagonizado por personagens adultas (o que é uma raridade), o relacionamento entre elas é realista e se desenvolve de uma forma que dá prazer de acompanhar. Vários mangás no estilo 4-koma têm virado anime recentemente, então não acho que isso poderia ser um impedimento para uma adaptação de Collectors. Apesar disso, sei que as chances desse sonho se tornar realidade são nulas.

4) Hana to Hina wa Houkago


Autora: Morinaga Milk
Ano de publicação: 2015–2016
Editora: Futabasha
Serialização: Comic High!; Gekkan Action
Capítulos: 19 (completo)
Gêneros: Comédia, Romance

Sinopse: As protagonistas Hana e Hina são duas colegiais que trabalham na mesma loja e se diferenciam drasticamente entre si. Hana é baixinha, indecisa e tímida, enquanto Hina é alta, confiante e descolada. Apesar disso, elas compartilham um segredo: a escola que ambas frequentam proíbe que suas alunas trabalhem em meio período. Elas também descobrem que ambas possuem uma atração irresistível em relação a coisas fofas, sejam elas o uniforme da escola ou... elas mesmas! Por quanto tempo Hana e Hina conseguirão manter o emprego de meio período e os sentimentos que têm uma pela outra em segredo?

Comentário: Hana to Hina wa Houkago foi licenciado pela Seven Seas Entertainment em março deste ano. A obra é de autoria da mangaká que muitos consideram a "rainha do yuri", conhecida principalmente pelo clássico Girl Friends. Honestamente acho que os trabalhos dela são superestimados, mas pelo menos não me lembro de ter encontrado coisas realmente problemáticas neles.

3) Tatoe Todokanu Ito da to Shite mo


Autora: tMnR
Ano de publicação: 2016
Editora: Ichijinsha
Serialização: Comic Yuri Hime
Capítulos: 10 (em lançamento)
Gêneros: Drama, Romance

Sinopse: Uta é uma colegial que mora com seu irmão mais velho Reiichi e sua esposa Kaoru. Ela está passando por um período de muita confusão e de sentimentos não correspondidos depois de perceber que havia, de fato, se apaixonado por Kaoru. Mesmo depois de conversar com sua amiga algumas vezes, Uta não consegue parar de pensar em Kaoru e nas consequências que isso poderia causar na relação entre elas. Esta é uma história sombria (e ocasionalmente alegre) que narra a vida de uma adolescente comum apaixonada pela sua cunhada mais velha.

Comentário: Age gap e muita dor e sofrimento. Na altura que o mangá está, dependendo do quão longo for, é capaz de as personagens nem ficarem juntas mesmo (fazendo jus ao título), mas é interessante ver como a Uta lida com esses sentimentos não correspondidos e há também outras personagens legais na história.

2) Yagate Kimi ni Naru 


Autora: Nakatani Nio
Ano de publicação: 2015
Editora: ASCII Media Works
Serialização: Comic Dengeki Daioh
Capítulos: 28 (em lançamento)
Gêneros: Drama, Romance, Escolar, Slice of Life

Sinopse: Koito Yuu acaba de iniciar o seu primeiro ano como colegial, mas ainda não respondeu à declaração feita por um menino do qual ela sempre gostou, porém cujas palavras não a deixaram animada, durante a formatura do ensino fundamental. Yuu ama mangás shoujo e sabia o que ela deveria sentir ao receber uma declaração, mas isso não aconteceu e, mesmo depois de meses, ela ainda não sabe que resposta dar ao garoto. Yuu, então, vê Nanami Touko, a presidente do conselho estudantil, rejeitar uma declaração de modo a demonstrar bastante consideração. Mais tarde, ela descobre que Nanami nunca aceitou qualquer declaração porque nenhuma delas fez com que ela sentisse algo. Inspirada pela sinceridade de Nanami e a similaridade entre elas, Yuu decide pedir conselhos a ela, mas depois de ajudá-la... Nanami acaba se declarando para Yuu?!

Comentário: Yagate Kimi ni Naru também foi licenciado pela Seven Seas Entertainment em janeiro deste ano. O que eu mais gosto da obra é que ela vira a narrativa de cabeça pra baixo – geralmente nós acompanhamos a perspectiva da protagonista apaixonada, mas não da pessoa que está apaixonada pela protagonista. A Yuu tem toda a pinta de ace/aro, inclusive, mas até o momento isso é apenas especulação.

1) Asagao to Kase-san.


Autora: Takashima Hiromi
Ano de publicação: 2010
Editora: Shinshokan
Serialização: Flash Wings; Hirari
Capítulos: 24 (em lançamento)
Gêneros: Comédia, Romance, Escolar, Esporte

Sinopse: Yamada é a responsável por cuidar das plantas em sua escola. Ela não é nem um pouco atlética – na verdade é bastante desastrada. Entretanto, isso não a impede de ter sentimentos pela estrela de atletismo do colégio – Kase-san. Tímida, Yamada está relutante no que diz respeito aos seus sentimentos por Kase-san. Lentamente, a dupla passa a se ajudar, ganhando confiança em si mesmas e na relação que constroem juntas.

Comentário: Kase-san também foi licenciado pela Seven Seas Entertainment em fevereiro deste ano. O mangá recebeu um MV pelo estúdio ZEXCS (clique aqui para conferir) e está com um OVA confirmado para junho do ano que vem. A obra é a coisinha mais fofa do mundo e é a que tem mais chances de conseguir um anime no momento. PLEASE MAKE IT HAPPEN!